JM Online - Mobile

Uberaba, 23 de favereiro de 2018

Play Store App Store

ESPORTE

topo

Conmebol não atende pedido da Chape, mas pune Nacional por “aviãozinho”

Uberaba, 14 de favereiro de 2018

Divulgação

Conmebol não atende pedido da Chape,  mas pune Nacional por “aviãozinho”
Torcedores do Nacional, do Uruguai, flagrados durante jogo da Chapecoense fazendo piada com a tragédia que matou 71 pessoas em 2016

O Tribunal Disciplinar da Conmebol não atendeu ao anseio da Chapecoense em excluir o Nacional, do Uruguai, da Copa Libertadores da América por conta da ação de alguns torcedores na Arena Condá, durante o confronto entre as equipes, pela segunda fase da Copa Libertadores da América. Na ocasião, pelo menos dois fãs uruguaios foram flagrados fazendo gestos de “aviãozinho”, em tom de ironia com o acidente aéreo sofrido pela delegação verde em novembro de 2016, que vitimou 71 pessoas e se tornou a maior tragédia da história do esporte.

O documento emitido na noite de segunda-feira e assinado pelo diretor Francisco Figueredo, apesar de não concordar com as alegações do clube catarinense quanto ao pedido de exclusão, decide por punir o Nacional de outras formas.

A agremiação uruguaia está proibida de ter torcedores nos estádios pelas próximas três partidas que disputar como visitante em competições sul-americanas. Além disso, terá de arcar com uma multa de 80 mil dólares, a ser descontada diretamente de seu contrato com de patrocínio com a televisão. E, por fim, o Nacional foi advertido de que uma nova ocorrência de natureza semelhante será julgada como agravante.

Caso não se sinta satisfeita, a Chapecoense pode recorrer a Câmara de Apelações da Conmebol em um prazo de até sete dias a contar a partir dessa terça-feira. A assessoria de imprensa do clube comunicou que, devido ao horário adiantado, prestes a entrar na madrugada, a Chape se furtaria momentaneamente de qualquer manifestação sobre o caso.

Versão clássica do JM Online
Institucional
Ir para o site Rádio JM 730
Telefone: (34) 3331-7900 - Fax: (34) 3321-8200
Todos os direitos reservados
Jornal da Manhã - 2015